Bloody Flower – Capítulo II

O Substituto e seu sorriso

Quarta-feira chegou bem mais rápido que Jeongmin esperava, ainda não estava pronto para, provavelmente, ser substituído. Sempre aparentava ter confiança, mas não era bem assim que se sentia. Assistia outras bandas tocando e chegava a conclusão de que haviam muitos outros vocalistas melhores que ele, porém seus amigos sempre faziam questão de deixar claro que ele era muito bom no que fazia e isso o confortava, o medo de eles mudarem de ideia sobre isso naquele dia era o que mais martelava em sua cabeça incansavelmente.

Ficou agradecido pela loja de instrumentos na qual trabalhava ter pouco movimento naquele dia, pois não conseguia se concentrar por muito tempo e já cometeu erros nas poucas coisas que havia feito. Apenas se permitiu relaxar quando chegou no estúdio para o ensaio.

Ninguém chegara ainda, então se sentou na frente do piano a fim de continuar a música em que estava trabalhando. Por mais que não estivesse em seu momento mais inspirado, conseguiu arranjar boa parte da partitura que Youngmin aprenderia para tocá-la no teclado. Se sentiu satisfeito com o progresso que havia feito e resolveu relaxar um pouco. Abriu um aplicativo de paquera que instalara em seu celular alguns dias atrás. Não era como se esperasse encontrar o amor da sua vida ali, mas era engraçado conversar com alguns caras, dar esperança a eles e depois ignorá-los. Talvez fosse errado gostar de iludir as pessoas assim mas Jeongmin não se importava muito.

Enquanto via alguns perfis, percebeu um rosto familiar em uma das fotos. Olhou por muito tempo por não acreditar que via mesmo o perfil de Minwoo num aplicativo assim. Além do outro ser reservado com esse tipo de coisa, aquele era um aplicativo para homens gays, que não era o caso de Minwoo, pelo menos até onde ele sabia.

Enquanto ainda se recuperava do choque, a porta se abriu e ele ficou ainda mais em choque quando viu que era justamente Minwoo que entrava ali, aparentemente sozinho. Jeongmin não sabia se deveria perguntar alguma coisa ao amigo ou apenas ficar de boca fechada. A segunda opção parecia mais sensata, mas ele não sabia se aguentaria ficar sem falar nada.

— Hyung? Você está bem? – Minwoo lhe perguntou e ele percebeu que provavelmente estava o encarando sem ao menos dizer oi há eras. Jeongmin queria apenas responder, mas sua boca parecia não ter recebido o memorando sobre a decisão que seu cérebro havia tomado.

— Minwoo, por que não me contou que era gay? – Viu o outro ficar pálido e demorar alguns segundos antes de conseguir formular uma resposta.

— De onde você tirou isso, hyung? – respondeu com a voz trêmula. Jeongmin apenas mostrou o celular que ainda estava com o perfil de Minwoo aberto – Me desculpe, eu queria ter contado antes de você descobrir assim mas… – foi interrompido por Youngmin que começou a falar enquanto entrava pela porta aberta.

— O que ele disse é verdade, Minwoo? – dizia com certo choque – Você é gay assim como o hyung?

— Eu já te disse mil vezes que sou bi e não gay, Youngmin – Jeongmin interrompeu tentando explicar o que tentava fazer Youngmin entender desde o colegial sem sucesso.

— É a mesma coisa – Youngmin respondeu mas logo se virou para Minwoo de novo ignorando Jeongmin completamente – Mas então, é verdade?

Minwoo abriu a boca e a fechou sem começar a falar várias vezes, então Kwangmin entrou pela porta com Donghyun antes que ele pudesse formular uma resposta.

— Está tudo bem aqui? – Donghyun perguntou para Jeongmin, seus olhos andando entre ele e Youngmin e Minwoo que se olhavam sem dizer nada.

— Está sim, já íamos começar o ensaio – Jeongmin respondeu.

— Bom, não vão mais, seu novo vocalista está ai fora, posso chamá-lo para entrar?

— Pode sim, hyung – Donghyun concordou com a cabeça e assim que saiu, Jeongmin se virou para Youngmin e Minwoo – E vocês poderiam guardar a DR para depois? Ou vão querer discutir na frente do meu substituto? – os dois permaneceram em silêncio e Jeongmin concluiu que continuariam assim.

Kwangmin não se surpreendeu, por mais que não houvesse escutado o que acontecera, já estava acostumado com seu irmão e Minwoo discutindo constantemente. Os dois brigavam pelos motivos mais banais, como escolher um sabor de sorvete ou o filme que iriam assistir no cinema. Kwangmin preferiria deixar os dois sozinhos, mas não era como se tivesse muitos amigos, então apenas os acompanhava.

Em pouco tempo Donghyun voltou a sala, todos olhavam curiosos para a porta a fim de ver o novo vocalista da Bloody Flower. Jeongmin era o mais curioso entre os quatro, mas tentou aparentar desinteresse, ele não tinha certeza se estava funcionando, nunca teve muito talento para fingir qualquer coisa que fosse.

Quando Jeongmin viu o garoto, não demorou muitos segundos para ter a certeza de que aquela não era a aparência que ele esperava de um vocalista de uma banda de rock. Ele trajava calças largas azuis e um moletom preto, os cabelos sem nenhum corte específico caiam sobre a testa. Apesar disso, ele era alto, tinha ombros largos, e estava com um sorriso angelical no rosto. Jeongmin quase o achara bonito, mas se lembrou que não deveria pegar leve com o novato, por mais que ele se sentisse menos ameaçado após vê-lo.

— Pessoal, este é Shim Hyunseong – Donghyun o apresentou e ele se curvou em seguida – Hyunseong, esses são Minwoo, que é o baterista, Youngmin, tecladista, Kwangmin, baixista e Jeongmin que é guitarrista e vocalista – Jeongmin continuava o encarando, com o intuito de o assustar ou algo do tipo, mas Hyunseong não deixou de sorrir ao cumprimentá-lo.

— Bem vindo a Bloody Flower, Hyunseong – Kwangmin foi o primeiro a se manifestar.

— Espero que nos impressione hoje – Jeongmin completou usando um tom ainda não muito amigável, o que resultou num olhar repreendedor de Donghyun. Mas o novo vocalista ainda não parecia abalado.

— Vou fazer o meu melhor, espero que impressione vocês – Hyunseong respondeu e Jeongmin apenas apontou com o braço na direção do microfone, indicando que ele já poderia começar sua “audição”.

Hyunseong se posicionou em frente o microfone e assim que respirou para começar a cantar seus olhos mudaram. A expressão gentil e até um pouco boba que Jeongmin constatara no outro, sumiu completamente, dando lugar a um olhar confiante e agressivo. Logo ele começou a cantar, não demorou muito para que todos na sala ficassem de boca aberta ouvindo a voz aguda, forte e melodiosa que Hyunseong possuía. Nenhum dos garotos ali presentes imaginariam que ele seria tão bom, por mais que Donghyun tenha garantido antes que ele era. Jeongmin se impressionava cada vez mais, no final da música – que ele mal se preocupara em descobrir qual era – todos olhavam sem reação. Apenas Donghyun sorria, afinal, reagira da mesma forma quando ouviu Hyunseong cantar pela primeira vez.

— Hyung – Minwoo falou se dirigindo a Jeongmin – Nós precisamos dele na banda, você ouviu isso? Foi muito bom – antes que Jeongmin pudesse responder foi interrompido.

— Obrigado, fico feliz que gostaram da minha voz, como disse antes para Donghyun hyung, gosto muito das músicas da Bloody Flower e ficaria muito feliz em cantar com vocês – Hyunseong disse com um sorriso.

— Por mim você já está dentro – Minwoo olhou para Youngmin e Kwangmin que apenas concordaram com um gesto de cabeça. Depois, todos os olhares se voltaram para Jeongmin, que não tinha dito nada até então.

— Não posso negar que seria ótimo ter você na banda, Hyung, posso te chamar assim? – Hyunseong concordou sorrindo. Jeongmin achava que ele sorria demais, e que seu sorriso era lindo – Então, hyung, você pode sim entrar para a banda, mas não vai cantar todas as músicas sozinho, e eu ainda sou o líder e compositor, tudo bem?

— Claro, está ótimo para mim, essa banda é sua, eu não posso tirar todas as suas linhas assim – Hyunseong caminhou até a cadeira onde Jeongmin estava sentado, se ajoelhou e colocou suas mãos no joelho do outro, que levantara um sobrancelha e o olhava desconfiado – Na verdade, eu estava muito nervoso para me apresentar na sua frente, você é tão talentoso, achei que não fosse me aceitar – Jeongmin com certeza adorou ter seu ego inflado um pouco pelo elogio e se permitiu sorrir e agradecer em um sussurro.

— Bom, agora que estamos resolvidos, podemos começar o ensaio. Hyunseong, você sabe cantar Dark Flower? – ele concordou e logo todos se prepararam em seus respectivos lugares.

— Por mais que eu queira ver o ensaio, tenho algumas coisas para fazer, não assustem muito o Hyunseong – Donghyun disse e logo saiu pela porta do estúdio.

O ensaio continuou tranquilamente, Hyunseong acompanhou o ritmo de forma rápida e provou ser um fã da banda como dissera, já que sabia a letra de todas as músicas. Apenas pararam de tocar quando a próxima banda que estava agendada chegou e quase os expulsaram.

Todos iriam para casa a pé, Minwoo era vizinho de Youngmin e Kwangmin, então os três sempre deixavam Jeongmin sozinho no caminho já que sua casa era do lado oposto do estúdio. Mas hoje ele teria companhia, já que Hyunseong dissera que ia naquela direção também.

— Hyung, ainda preciso te passar os horários dos ensaios e a setlist que costumamos usar nas apresentações, você tem algum email ou algo assim?

— Pode ser meu número de celular? Uso pouco o email, é mais fácil por aqui – Jeongmin assentiu pegando o celular que Hyunseong estendia para gravar seu número nele – E ainda podemos conversar por ele, certo? – Jeongmin desviou o olhar do celular para encarar Hyunseong, que olhava sorridente como sempre. Logo desistiu, nenhuma encarada ia adiantar com ele, apenas devolveu o celular sem responder – Preciso ir por essa rua, Jeongminnie, até o próximo ensaio! – disse animado e logo se separou de Jeongmin.

Esse, já se sentia incomodado com a intimidade que Hyunseong pensava que tinha com ele. O garoto era simpático demais, isso sempre alertava seus sentidos. Desde que se conhece por gente sabe que é preciso desconfiar quando alguém é legal demais, principalmente se esse alguém tem chances de roubar sua própria banda.

Agora, a Bloody Flower poderia finalmente decolar, ou escapar de suas mãos como uma pluma.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s