One shot – I Shouldn’t (Should) Do It

Desde que recebeu aquele roteiro Hyunseong sabia que não deveria ter aceitado. Mas não era como se ele estivesse em posição de escolher alguma coisa, conseguiu poucos trabalhos nos últimos anos, apenas alguns personagens secundários em filmes alternativos. Com esse papel, sua carreira poderia melhorar, o diretor Kim Donghyun era conhecido e esse filme era aguardado por seus fãs, o público seria muito maior que qualquer filme que ele já havia feito. Não hesitou em aceitar, apesar de ver que o roteiro tinha uma cena de beijo. Hyunseong nunca achou que teria que beijar em cena, para ele era uma coisa especial que deveria ser dividida com alguém que se ama, não com um colega de trabalho aleatório. Mesmo assim resolveu ir no primeiro dia de gravações como havia combinado.

Antes de começar as gravações Hyunseong procurou Donghyun no set, aquele lugar era muito maior que qualquer um que ele já havia filmado, o que resultou em passar nos mesmos corredores várias vezes até achar o diretor sentado numa mesa com vários papeis a sua volta.

– Donghyun – ele olhou em sua direção, não parecia muito feliz de lhe ver ali, mas Hyunseong continuou – Posso me sentar um pouco? – ele concordou com a cabeça – Então, sobre essa cena do beijo, eu preciso mesmo fazer?

– Claro que precisa, Hyunseong, se está no roteiro é para ser feito – o ator abriu a boca para protestar mas logo foi interrompido – Não se preocupe, Jeongmin já fez isso várias vezes, ele vai te ajudar.

– Mas eu nem o conheço, vai ser estranho ter esse nível de intimidade, nós não poderíamos ao menos esperar uns dias para essa cena?

– Não, só vamos ter esse cenário disponível hoje. Você está se preocupando atoa, vai ser até bom, Jeongmin beija muito bem.

– Como você sabe disso? – Hyunseong viu Donghyun ficar completamente vermelho em um segundo e teve que se segurar para não soltar uma risada.

– Pare de fazer perguntas e vá logo fazer sua maquiagem, Hyunseong – o mais novo saiu sem falar mais nada e riu assim que saiu da vista de Donghyun.

Quando se acalmou, foi para o camarim se preparar. Uma maquiadora o esperava lá dentro, o que era um choque, já que nos outros filmes que fizera, teve que fazer sua própria maquiagem. Tudo ficou pronto rápido e ele agradeceu à mulher que sorriu para ele e deixou a sala depois de arrumar suas coisas.

Hyunseong resolveu passar seu roteiro mais uma vez antes de entrar em cena, apesar de ter alguns anos de experiência, sua memória ainda o traia em momentos cruciais. Já teve que lidar com várias experiências ruins por esquecer suas falas constantemente.

Ainda pensava no que conversara com Donghyun, será que o ator que trabalharia com ele realmente o ajudaria? Ele deveria ser ao menos um pouco mais famoso que Hyunseong, já que tinha trabalhado em muitos filmes e alguns com bastante prestígio, segundo a maquiadora, que lhe contou tudo sobre a equipe enquanto o maquiava. Ele poderia ser como alguns atores rudes que deixavam a fama subir a cabeça ou algo do tipo. Mas preferiu pensar que ele seria legal e que ele não teria que beijar nenhum idiota.

Ouviu batidas na porta e disse um “Pode entrar” alto o suficiente para que quem estivesse do outro lado da porta pudesse ouvir.

– Hey – pôde ver um garoto entrando pela porta, um pouco hesitante. Ele se aproximou e Hyunseong se levantou para cumprimenta-lo – Sou Lee Jeongmin, prazer, serei seu novo namorado nesses dias de filmagem – ele sorriu.

Hyunseong nunca tinha visto um sorriso tão lindo, tinha certeza que seu rosto já estava vermelho e demorou um tempo – um bom tempo – para estender a mão para Jeongmin e se apresentar.

– Sou Shim Hyunseong – sorriu também – Estava um pouco nervoso para te conhecer – Hyunseong se arrependeu no mesmo segundo em que terminou a frase, aquilo soava idiota, mas ele não conseguia controlar sua boca as vezes. Jeongmin não pareceu o achar tão bobo, apenas riu como se ele tivesse feito uma piada.

– Por que nervoso? Espero que Donghyun não tenha feito uma propaganda muito ruim.

– Ele só disse que você beija muito bem – Jeongmin riu ainda mais dessa vez.

– Ah, não ligue para isso, Donghyun é meio apaixonado por mim, mas quem não é? – ele se olhava no espelho arrumando sua franja que já estava arrumada. Hyunseong não sabia se ele estava brincando ou não, mas riu assim mesmo.

– Talvez eu seja o próximo – falou eu tom de brincadeira, mas sabia que não estava totalmente brincando.

– Espero que sim – Jeongmin diminuiu a distância entre eles, apoiou seus braços nos ombros de Hyunseong e ficou nas pontas dos pés para lhe dar um beijo na bochecha. Hyunseong o olhou com os olhos arregalados – Me desculpe se foi demais, só queria que você se sentisse mais confortável comigo para as filmagens não serem uma tortura – Hyunseong sorriu.

– Estou me sentindo bem melhor sobre isso agora que te conheci.

– Deveríamos ir agora, já vamos começar a filmar, vim aqui te chamar para isso na verdade – ele riu seguido por Hyunseong.

Os dois andaram em direção ao set de mãos dadas.

X

Durante as filmagens Hyunseong esqueceu suas falas algumas vezes. Não pela memória ruim como de costume, mas porque não conseguia parar de olhar para Jeongmin, reparando em todos os detalhes. Além do sorriso radiante, ele tinha lindos olhos pequenos, que quase se fechavam quando ele ria. Uma risada animada e melodiosa, que ecoava por todo o set, deixando o ar mais puro e brilhante. Seus cabelos que cobriam a testa num tom escuro de castanho e moldavam mais que perfeitamente seu rosto. Por fim, Hyunseong olhava para seus lábios, perfeitamente desenhados, que pareciam ser macios e perfeitos. A ideia de beija-los deixou de ser assustadora e passou a ser tentadora. Hyunseong pensou que Jeongmin falara sério mais cedo sobre todos se apaixonarem por ele.

Estavam num set que representava o quarto de Jeongmin – ou Donghae, como dizia o script – e eles estavam discutindo intensamente. Hyunseong – ou Hyukjae – conseguiu reproduzir todas as falas perfeitamente até o clímax da cena, o tão intimidador e depois tão aguardado beijo.

Hyunseong se levantou da cama e parou na frente de Jeongmin. Esse, já respirava fundo, se recuperando da briga que tinha acabado de encenar. As mãos de Hyunseong subiram para seu rosto enquanto ele se aproximavam mais. Jeongmin selou os lábios de Hyunseong. O beijo deveria ser técnico, os dois sabiam disso, mas ele acabou se desenvolvendo numa circulação de línguas entre as duas bocas. Não era como se isso fosse piorar a cena de algum jeito, pelo contrário.

Se separaram e se olharam, ambos com as bochechas rosadas e ofegantes, mas conseguiram continuar.

– Me desculpe, eu te amo – Hyunseong ( Hyukjae) disse e foi respondido com um sorriso do mais novo.

– Também te amo.

– CORTA – ouviram a voz estridente de Donghyun ecoar e finalmente se separaram – Isso foi ótimo – ele deu tapas nas costas dos dois, os parabenizando – Você estava nervoso atoa Hyunseong.

Na verdade Hyunseong estava mais nervoso agora que antes, ele beijara seu colega ultrapassando totalmente as barreiras do limite, mas Jeongmin não parecia ligar enquanto sorria e se curvava agradecendo pelo esforço hoje, Hyunseong se curvou de volta.

X

Com o dia de filmagem no fim, Hyunseong arrumou suas coisas e se preparou para voltar para casa, já estava na porta do estúdio quando sentiu alguém andar ao seu lado, se virou para encontrar Jeongmin sorrindo em sua direção, sorriu de volta automaticamente.

– Sabe, Donghae estava aqui falando na minha mente, e me pediu para convidar seu Hyukjae para um café, será que ele aceitaria? – Hyunseong riu com a desculpa que o mais novo arranjara para lhe convidar para um encontro.

– Não acho que Hyukjae negaria algo a seu amado, terei que aceitar – brincou também.

Jeongmin pegou na mão de Hyunseong enquanto o guiava para seu café preferido e descrevia todo o cardápio do lugar.

Hyunseong sorria para o menor e pensava “Sempre soube que deveria aceitar esse papel”.

Anúncios