One Shot – Rumors

Equações matemáticas pareciam infinitas, ainda mais quando você não tinha ideia do que estava fazendo. Hyunseong não sabia se preferia ficar no conforto do aquecedor instalado na sala de aula, fingindo resolver aquelas coisas, ou ter sua liberdade anexada ao frio causado pela neve que caia lá fora. Talvez nenhuma das duas opções fosse muito feliz, mas ele teria que sair de qualquer jeito assim que o sinal tocasse, o que não demorou a acontecer.

Arrumou apressadamente suas coisas na mochila e saiu com pressa para fora dos portões do colégio, não que ele tivesse qualquer coisa importante para fazer em casa, ele só queria jogar vídeo game e dormir no conforto do seu quarto.

Estava andando rápido, ou praticamente correndo, quando sentiu uma falta de peso repentina em suas costas, aquilo já havia acontecido antes, era sua mochila que ele esquecera de fechar e todos os seus materiais agora provavelmente estavam derretendo junto com a neve no chão. Hyunseong suspirou forte e se virou para recolher as coisas molhadas e seguir seu caminho. Mas ao invés de encontrar seu caderno destruído, encontrou um estudante sorrindo para ele com suas coisas nas mãos.

– Espero que não se importe, só vi suas coisas caindo e resolvi pegar antes que ficassem muito molhadas, acho que o estrago foi pouco – Hyunseong ficou olhando para ele por uns segundos, tentando lembrar a quem pertencia aquele lindo sorriso.

Imaginou que o garoto já se sentia desconfortável até a hora que ele se lembrou que era o capitão do time de basquete da escola, Lee Jeongmin.

– Obrigado, não imaginei que alguém aqui fosse perder tempo me ajudando, muito obrigado mesmo – sorriu e pegou suas coisas das mãos de Jeongmin, colocando-as de volta em sua mochila e agora se certificando que ela estava devidamente fechada.

– Não foi nada – Jeongmin o olhou, depois olhou para o chão, Hyunseong olhava para qualquer direção e quando resolveu apenas se despedir e ir para a casa foi interrompido – Então – ele realmente não imaginava que Jeongmin tentaria puxar algum assunto – Você é o presidente do grêmio, Hyunseong, certo?

– Sim, e você é Jeongmin, do time de basquete?

– Isso, parece que somos famosos – riu, e Hyunseong se viu rindo junto sem motivo.

– Somos celebridades do ensino médio com certeza – Hyunseong nunca sabia muito bem o que dizer, na frente de garotos bonitos sabia menos ainda o que estava fazendo.

– Você está ocupado agora? – Jeongmin perguntou e Hyunseong negou com a cabeça – Nós podíamos tomar um café ou qualquer coisa quente, sabe, está frio e não estamos fazendo nada.

Ele estava ouvindo certo e estava sendo convidado pra um encontro? Podia ser apenas uma saída inocente, mas ao ouvir aquilo, se lembrou de ter escutado alguns rumores sobre Jeongmin já ter transado com todos os membros do seu time, e membros de outros times, e também caras que não tinham nenhum time, e ainda algumas garotas. Tendo isso em mente pensou se deveria ou não aceitar o encontro e provavelmente virar mais um nome na lista.

Pensando bem, ele ainda era um adolescente, não era como se estivesse procurando o amor da sua vida ou nada assim, nem sabia se queria um relacionamento sério, não tinha nenhum problema em sair com um cara galinha – e muito bonito – que ele nunca imaginaria em sua vida que o convidaria para sair. Era uma oportunidade grande demais pra desperdiçar por bobagens.

– Claro, algum lugar que você queira ir? – ele sorriu novamente, seu sorriso era lindo, e pelo jeito ele amava exibi-lo para o mundo.

– Tem um lugar aqui perto que eu adoro, não sei se você conhece.

– Provavelmente não conheço, não costumo sair muito – Hyunseong poderia falar que não saia nunca, mas eufemismo sempre ajudava.

– Agora pode sair comigo – Hyunseong o olhou desconfiado, Jeongmin o conhecia há menos de 30 minutos e já estava o convidando para o segundo encontro – Se você quiser, é claro.

– Vou querer sempre que me convidar – já que Jeongmin era ousado, achou que poderia ser também.

Chegando na cafeteria, fizeram seus pedidos e ficaram até tarde conversando. Hyunseong aprendera que Jeongmin era legal e engraçado, diferente de sua percepção de garotos que participavam de times “populares” da escola, pensava que todos eram idiotas que não sabiam conversar sobre algo que não fosse bolas. Mas Jeongmin o surpreendeu, o que rendeu em um segundo encontro marcado para sexta feira a noite. Dessa vez iriam para uma casa noturna, já que Hyunseong comentou que nunca entrara em uma e Jeongmin se ofereceu para ser seu guia na noite.

X

A escola já parecia ruim o suficiente para Hyunseong sem pessoas o olhando e dando risadinhas quando ele passava, agora lhe parecia terrível. Não entendeu o motivo para qualquer coisa o envolvendo ter circulado pelos corredores, ele provavelmente saberia se sim. Resolveu tentar ignorar e entrar na aula de biologia, mas alguém o puxou pelo pulso antes que o fizesse. Só quando pararam do outro lado do corredor viu que era Jiwon.

– Posso saber que história é essa, sua com o garoto do basquete? – ela disse em um tom acusatório, com os braços cruzados.

– Do que você está falando, Jiwon?

– Ouvi por ai que vocês foram ontem depois das aulas para as arquibancadas e transaram lá mesmo – por que ela ouviria um absurdo desses de uma hora para outra? – Você devia ter me contado, sou sua melhor amiga ou não?

– Eu não contei porque isso não aconteceu, onde você ouviu isso?

– Todo mundo está comentando que você é o novo nome da sex list do garoto.

– Isso é loucura, nós não fizemos nada disso, alguém resolveu espalhar esses boatos sem motivo.

– Me jura que isso é mentira? – Hyunseong assentiu – Mas alguma coisa aconteceu para falarem isso.

– Ontem quando as aulas acabaram ele me parou no portão e me convidou para tomar um café, só isso.

– Não rolou nem um beijo?

– Nada.

– Você é muito lerdo, Hyunseong – Jiwon lhe deu um tapa no braço e ele riu – É melhor descobrir se foi ele que espalhou isso, porque se foi, é melhor ele não chegar mais perto de você.

– Não se preocupe, mãe, vou falar com ele quando puder.

– Ok, agora entre nessa sala antes que se atrase, filho – os dois riram e se despediram.

Hyunseong não podia acreditar que Jeongmin espalharia uma coisa daquelas. Ele tinha sido tão legal no dia anterior. Talvez a primeira impressão foi a errada. Hyunseong já se arrependia de ter aceitado o convite, agora ficaria conhecido como mais um na lista de um galinha pelo resto do ensino médio.

Logo que o primeiro tempo acabou, Hyunseong foi a procura de Jeongmin, sabia que os clubes se reuniam nesse horário, então ele foi para a quadra. Antes que pudesse trilhar metade do caminho foi parado por alguém gritando seu nome. Se virou para trás e viu Jeongmin correndo em sua direção, parou em sua frente, respirando forte, provavelmente por ter corrido muito. Hyunseong pensou que um atleta teria uma preparação física melhor que a que estava vendo agora.

– Não fui eu que espalhei esses boatos pela escola, eu juro, você deve estar me odiando agora, mas não fui eu, acredite – ele falava rápido ainda sem ar. Pelo tom de sua voz, Hyunseong quase acreditou. Respirou fundo antes de responder.

– Por que eu deveria acreditar? – estava desconfiado, claro que estava, Jeongmin não podia culpa-lo.

– Porque tenho quase certeza de quem fez isso – Hyunseong gesticulou para que continuasse – Tem um garoto do terceiro ano, Donghyun, que ficou estressado quando eu o rejeitei há alguns meses e desde então tenta estragar qualquer relacionamento que eu tenha, até as amizades. Ele espalha aos quatros ventos que eu transo com a escola inteira.

– E não transa? – Hyunseong não conseguiu resistir à curiosidade quando o assunto foi mencionado.

– Claro que não! Na verdade eu sou virgem – Jeongmin olhava para o chão, Hyunseong o encarou surpreso, não esperava ouvir isso. Jeongmin voltou seu olhar para Hyunseong – Não me olhe como se eu estivesse dizendo um absurdo, é verdade.

– Eu acredito, só fiquei um pouco surpreso, sua fama não é exatamente de um ser puritano.

– Sei que não é, eu fico sim com várias pessoas, mas nunca chego tão longe.

– Qual seu objetivo em ficar com elas se não é para ir para a cama? – Hyunseong nunca pensou que falaria de sexo abertamente no meio do corredor com um cara que conhecia há dois dias.

– Só quero conhecer alguém legal, quando vejo que a pessoa não é, desisto, só isso – Jeongmin parecia sincero enquanto falava – Espero que isso não te faça desistir do nosso segundo encontro.

– Acho que posso pensar no seu caso, Lee Jeongmin.

X

Sexta-feira, Hyunseong ainda não havia dito se perdoaria Jeongmin a tempo de ainda querer sair com ele. Já estava ficando um pouco desesperado, passou a semana toda atrás de Hyunseong, se sentando com ele no almoço e o levando até perto de casa depois que saiam. Jeongmin começava a pensar se todo aquele esforço valia a pena se ele podia, simplesmente, seguir em frente e sair com outra pessoa, depois de uma semana ele não ganhara nem um beijo do mais velho. Mas algo em Hyunseong o atraia tanto que o fazia querer descobrir se aquilo daria certo ou não, talvez Jeongmin estivesse descobrindo uma leve queda por desafios.

Sentiu seu celular vibrar no bolso da jaqueta, imediatamente o pegou para ver do que se tratava, não é como se fosse prestar atenção na aula com ou sem celular. Viu uma mensagem de Hyunseong.

Ainda quer me levar àquela boate hoje a noite? ㅋㅋㅋㅋ

Sorriu ao ler, ainda tinha chances, afinal.

Claro, não posso te deixar em casa numa sexta-feira a noite ㅋㅋㅋ posso passar na sua casa as oito?

A resposta veio rápido

  Pode sim, vou esperar ♡

Seu sorriso aumentou e ele respondeu com outro coração. Demorou cerca de 10 segundos para que ele se sentisse um idiota por sentir seu coração bater mais rápido por um emoticon. Resolveu guardar o celular, deitar em seu caderno e dormir até o final da aula.

X

Hyunseong não tinha ideia de como se vestir para ir em um clube noturno, tentou seguir alguns modelos que havia visto em filmes, mas não é como se ele tivesse roupas bonitas como as de lá, então colocou uma regata branca, uma calça preta e um tênis também branco- a regata era uma dica de Jiwon, que lhe disse para “Mostrar os músculos” – além de alguns acessórios que encontrou em sua estante.

Ouviu a campainha enquanto terminava de passar seu lápis de olho, tentou não se apressar para não borrar, sua mãe atenderia a porta de qualquer jeito.

Desceu e como previsto, sua mãe abriu a porta e agora conversava animadamente com Jeongmin.

– Hyunseongie, por que não me contou que seu amigo novo era tão bonito e simpático? – Jeongmin riu e Hyunseong apenas revirou os olhos.

– Não sabia que tinha que qualificar meus amigos assim, mãe.

– Tem sim, agora se comportem nesse tal clube, ok – deu um beijo na bochecha de Hyunseong.

– Vou tomar conta dele, senhora, não se preocupe – Jeongmin sorria para ela como se a conhecesse há eras.

– Não vou me preocupar – ela sorriu também – E traga Jeongmin aqui mais vezes, Hyunseongie – este apenas murmurou um sim antes de sair e fechar a porta atrás de si.

– Ouviu sua mãe, Hyunseongie, me traga em sua casa mais vezes – Jeongmin sussurrou em seu ouvido. Hyunseong se arrepiou mas logo teve o reflexo de bater no ombro de Jeongmin com seu próprio, ouvindo uma risada do outro – Você fica bonito sem uniforme.

Hyunseong sentiu seu rosto esquentar ouvindo aquilo, tentou olhar para Jeongmin, mas quando viu seus olhos virados para ele, desviou o rosto para baixo.

– Obrigado, você também – não pode deixar de gaguejar um pouco, afinal, já tinha reparado nas calças pretas e justas marcando suas coxas e a camiseta larga que reforçava o jeito rebelde que ele sempre carregava, mas até aquele momento, tinha escolhido não comentar.

Durante o caminho e já dentro do clube, conversaram sobre coisas aleatórias e riram muito. Encontraram um sofá disponível e ficaram por lá mesmo, Jeongmin disse que já estava muito velho para ficar em pé, para Hyunseong isso tinha outro nome, sedentarismo, mas concordou em se sentar mesmo assim. Ele estava olhando para a pista de dança, quando sentiu Jeongmin cutucar seu ombro, se virou para ele e percebeu que estavam muito próximos um do outro. Podia sentir a respiração de Jeongmin enquanto a sua própria aumentava o ritmo. Não teve muito tempo pra reparar em mais detalhes, Jeongmin o puxou para si conectando seus lábios. Hyunseong logo correspondeu, já queria fazer isso há algum tempo, na verdade, não sabia porque ainda não havia feito, ele era um pouco lerdo as vezes. Quando se separaram, Jeongmin o olhou sorrindo, o que o fez sorrir também, mas logo deixou seus olhos para dizer em seu ouvido.

– Espero que você aguente mais alguns rumores quando entrarmos de mãos dadas nos corredores.

– Podemos fazer com que o que eles dizem seja verdade.

Ficou envergonhado com o que disse mas viu a reação de Jeongmin, que sorria enquanto entrelaçava os dedos com os dele e logo o puxou para outro beijo, seus pensamentos tirados da vergonha em menos de dois segundos.

Teria de ignorar mais boatos por muito tempo.

 

Anúncios

Um comentário sobre “One Shot – Rumors

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s